Vivendo de Música • Mini Tour na Inglaterra

Vivendo de Música • Mini Tour na Inglaterra

Vivendo de Música • Mini Tour na Inglaterra foi a viagem de Maldonalle e ele conta como foi em seu artigo desta semana.

 

A ideia desse post é dividir com vocês a enorme experiência de uma tour fora do país. Pra isso resolver dividir em dois posts.

Primeiro lugar, há alguns pontos interessantes e fazem um certo ponto de corte na carreira. O fato de ser um repertório autoral. Música instrumental e focada em guitarra ( rock e neoclássico) . Por último, o fato de ser a Inglaterra. O berço do rock e toda a coisa de cruzar o oceano.

 

 

Talvez um dos pontos cruciais em uma aventura dessa seja o planejamento e logística. Já que os custos são bem altos. No meu caso eu fui com a Libra em 7×1. Um roteiro pré definido ajuda e muito. Ou pelo menos, tenta amenizar o rombo aue deve ser encarado como investimento.

Foram 3 shows em cidades diferentes.

Hastings, Brighton e Oxford. O que exige um olhar atento sobre o trajeto, custo e horários.

 

Apesar da organização do sistema de transporte público na Inglaterra, sobretudo em Londres, é uma tarefa e tanto cumprir o protocolo e chegar com tempo hábil em seus compromissos. Pra isso, há aplicativos relacionados ao sistema de transporte. As cidades ficavam cerca de 80 a 100 kms de distância de Londres.

As 3 casas são equipadas e preparadas pros eventos. Sobretudo Komedia e Bullingdon que são direcionados pra públicos de estilos diferentes e com apelos distintos. The Carlisle em Hastings era a única realmente focada em punk rock e metal, o que mostra a visão e a divisão cultural. Boa parte dos pubs tem um backline disponível e todas com técnico de som capacitados.

A sensação de tocar e não se sentir em uma jaula, uma atração no sentido negativo, também é impactante. Principalmente pela não existência de vínculo e o teste da primeira impressão.

No meu caso a conexão foi extremamente positiva. O Setlist escolhido para a tour fez o seu papel e atrelado a performance convincente não restou dúvida sobre a eficiência do estilo mesmo que nichado, todas as apresentações foram pra lá de assertivas.

Em Camden , Londres, eu tive a oportunidade de ser entrevistado pela Rossy Drose que tem um papel de longa data no universo metal local. O lugar não podia ser mais apropriado; The Black Heart um super point metal no coração de Camden Town.

 

Ainda em Londres, tive um bate papo em um dos redutos mais icônicos para artistas e guitarristas. A notória Denmark Street no Soho. Eu e Edmar Matos, CEO da Tree House Records, batemos um papo sobre a tour e a missão social assim como o papel de levantar fundos para frentes sociais diferentes. Pra isso, o local escolhido foi a cultuada Hanks Guitar Shop. O link você acessa aqui.

O glamour de uma tour assim está fora de ser uma realidade. E fica a cargo apenas de cada lugar como cartão postal e referência de cultura pop que é cada esquina de Londres.

A minha aventura resultou em 63 km de caminhada. O que sem dúvida possibilitou uma enormidade de lugares e caminhos no Reino Unido.

Por fim, acede de contatos e conexões foram estabelecidas. E um novo horizonte tende s revelar-se aos poucos. Fica aqui o registro e o entendimento de como uma gestão focada na realidade, mesmo com altos custos, leva a uma realidade de resultados simples, mas eficientes.

Abs.

Luís Maldonalle

Author: Maldonalle

Luís Maldonalle é guitarrista há trinta anos e é e considerado um dos grandes expoentes da cena do Centro-Oeste. Atualmente se dedica ao conteúdo via redes e o Tributo Yngwie Malmsteen. Luís sempre foi um aficionado das clássicas histórias de terror e literatura fantástica. O seu livro, Sete Noites em Claro, é a estreia dele no universo do terror e fantasia. Para mais informações visite : https://www.paypal.com/donate?hosted_button_id=M83EX6BSSVXS4

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Copyright © 2024 Expedição CoMMúsica Política de privacidade | Audioman Pro by Catch Themes
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com