Laboratório musical realizado por Siddhartha Animaina e Superclima82

Laboratório musical realizado por Siddhartha Animaina e Superclima82

Laboratório musical realizado por Siddhartha Animaina e Superclima82 a distância e esbanjando criatividade e um senso de realidade construtivo. A música ‘Gólgota’, do Da Terra No Hotel da Tarde, está no Sons da Resistência #78 e, em breve, na programação da Rádio Tucana.
São Paulo, 22 de junho de 2023 – Superclima82 expressa um ponto vista bastante singular em sua proposta musical, não somente nas letras, também em sua concepção de mundo e como observa os acontecimentos ao seu redor. Seja pelo interesse e conhecimento do mundo natural, seja pela música, Superclima82 é um projeto atraente e motivador.
‘Da Terra No Hotel Da Tarde’ é o projeto realizado pelos artistas Siddhartha Animaina e Superclima82. A dupla cria atmosferas sonoras antropofágicas experimentais pop que retratam o cotidiano em recortes urbanos, selvagens e insólitos. E algumas das impressões são oferecidas pelos próprios músicos:
“Gólgota” é a primeira composição a ser compartilhada pelo duo que anuncia o álbum para o segundo semestre de 2023.
Todo o projeto é produzido de maneira remota. Siddhartha vive na Alemanha e Superclima82, no Brasil. 
As letras de Siddhartha Animaina são versos corrosivos que surgem como colagens de diálogos perdidos dentro de uma memória cinematográfica e televisiva fantasmagórica.
Os arranjos e seus contornos estéticos definitivos são uma delicada e impecável assinatura post-pop de Superclima82.
Sobre o duo:
Siddhartha Animaina é compositor, escritor e um dos responsáveis pelo selo Zona Fantasma. Hoje, vive em Saarbrücken, na Alemanha.
Superclima82 é compositor, arranjador, graduado em música, diretor da produtora Novos Uivos e vive no Rio de Janeiro, Brasil.
Toda a produção ‘Da Terra No Hotel Da Tarde’ é realizada a distância.
Confira a letra de Gólgota
“Ok
na boca de Deus tramam os covardes
na esquina reinam o pavor e o vapor
na caverna escura aguarda o amanhã
no fundo do poço a verdade mente!
no poço sem fundo o destino se ve perdido
no beco sem saida um muro intransponível
no esgoto sombrio a propaganda
no subúrbio as luzes se acendem
é madrugada nasce um homem
quando ninguem mais nasce impune
no coração partido a lama escorre
em toda banca as notícias do medo
a lama escorre e provoca um acidente horrível!
sussurra um anjo ferido na guerra
na garganta um gole derradeiro
na encruzilhada o alimento sagrado
o amor se afoga de todos os desejos
o que acontece em todos os caminhos
cheiro de carniça 
abutres e arcanjos
a festa e fome nas ruas da cidade
tudo é tesão e cansaço
tudo é escasso e privilégio
ressaca no museu
ressaca no boteco
no ferro velho
no ferro quente
na estrutura
no cinema
na fronteira do inferno
agora todos, todos pra delegacia!
latrina e tigela
a chuva marginal, vadia e ininterrupta geme
golpe após golpe
antes do beijo, do disparo e das fezes
antes quando você ainda sonhava
e sobrevivia ao tédio
ao tédio!”

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Copyright © 2024 Expedição CoMMúsica Política de privacidade | Audioman Pro by Catch Themes
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com