Coletivo Escreviventes na Flip 2023

Coletivo Escreviventes na Flip 2023

Coletivo Escreviventes marca presença na Flip 2023 com mesa sobre mulheres, literatura e subversão.

Todas as participantes do coletivo e presentes na Flip estarão na primeira edição do Sarau Escreviventes às 21h de sexta-feira (24/11), na Casa Ópera (Rua Marechal Santos Dias, 25).

 

Integrantes do coletivo Escreviventes em foto de 2022. Divulgação.

 

São Paulo, 22 de novembro de 2023 – Depois do sucesso da primeira participação em 2022, o Coletivo Escreviventes, que reúne escritoras de todas as idades, raças e regiões do país, marcará presença mais uma vez na Festa Literária Internacional de Paraty de 22 a 26 de novembro de 2023 com uma programação especial. 

Além de ocupar um estande na praça aberta com livros das autoras à venda e organizar um sarau de mulheres escritoras, o Coletivo integra a programação independente da Flip com a mesa “De Pagu a Escreviventes: a literatura produzida por mulheres como instrumento de subversão” no sábado (25/11), às 17h, no Auditório do Areal. Partindo de Pagu, a autora homenageada da Flip, e passando por Conceição Evaristo, que cunhou o termo “escrevivência”, as representantes Carla Guerson, Cidinha Ribeiro, Michele Fernandes, Milena Maria e Sol de Paula pretendem compartilhar suas experiências e os caminhos tortuosos da escrita e da publicação de mulheres em meio à rotina e a sobrecarga imposta a elas.

Assim como no ano passado, a mobilização das escritoras para fazer parte da maior festa literária do país ocorreu em tempo recorde. Em apenas dois dias, as participantes, lideradas pela fundadora Carla Guerson, se mobilizaram, organizaram uma rifa com livros das autoras como prêmio e arrecadaram o valor necessário para viabilizar a programação e o aluguel do estande. 

“Já é a segunda vez que vamos à Flip como parceiros, acho que somos o único coletivo, atualmente, a ter esta parceria. E isso só é possível porque temos um grupo engajado e coeso, com mais de 600 escritoras participantes. Para a FLIP deste ano, estamos com uma comitiva de cerca de 70, o que representa pouco mais de 10% das mulheres do Coletivo. Mesmo sendo um percentual pequeno, para nós será um momento histórico, pois como somos de várias partes do país e funcionamos essencialmente online, não temos muitas oportunidades de encontros presenciais” (Carla Guerson).

O Coletivo Escreviventes contará com um estande na Praça Aberta, no Areal do Pontal, em Paraty, onde estarão disponíveis livros, zines e plaquetes de parte das escritoras, que irão se revezar no espaço ao longo dos 5 dias de festa. Algumas autoras participam ainda de programações paralelas, em mesas, lançamentos de livros, oficinas e saraus, mas todas se encontrarão na primeira edição do Sarau Escreviventes às 21h de sexta-feira (24/11), na Casa Ópera (Rua Marechal Santos Dias, 25), apresentado pelas poetas Thaís Campolina e Renata Ettinger e com a organização da escritora Elaine Araújo.

 

Programação do Coletivo Escreviventes na Flip 2023

24/11, 21h – Sarau Escreviventes (Casa Ópera, Rua Marechal Santos Dias, 25)

25/11, 17h – Mesa “De Pagu a Escreviventes: a literatura produzida por mulheres como instrumento de subversão” (Auditório do Areal)

De 22/11 a 26/11, das 10h às 22h – As participantes do Coletivo vendem e autografam seus livros no estande do Coletivo (Praça Aberta, Areal do Pontal)

Para acompanhar outras programações de escritoras do coletivo na Flip, acompanhe @coletivoescreviventes no Instagram. 

Escrevendo e circulando juntas: o Coletivo Escreviventes

Depois da experiência de 2022, O Coletivo Escrevivente está ainda mais organizado. O objetivo é levar cada vez mais escritoras a ocupar espaços literários com suas vozes plurais. Em 2023, núcleos do coletivo espalhados pelo Brasil marcaram presença na Feira Motim, em Brasília e na Flima, na Serra da Mantiqueira. Para esses eventos, o coletivo se divide em grupos regionais e organiza também encontros casuais para compartilhar experiências e divulgar e prestigiar os eventos das colegas.

As Escreviventes também organizaram coletâneas e antologias, como o livro Desobediências miúdas, publicado pela Primavera Editorial, e Fortaleza Escrita na Praça, oerganizado por integrantes do Ceará, e em 2024 pretendem lançar uma antologia de contos inspirados em Lygia Fagundes Telles.

“Atualmente, além do grupo geral, temos sete grupos regionais que se reúnem eventualmente, e seis grupos de trabalho para as diferentes atividades do coletivo: clube de escrita, clube de leitura, antologias, eventos, divulgação de obras literárias e oficinas. A ideia do coletivo é abraçar toda e qualquer atividade voluntária que possa impulsionar a escrita e publicação de mulheres no Brasil. Queremos escrever e queremos ser lidas.” (Carla)

 

 

Sobre o Coletivo Escreviventes

O Coletivo Escreviventes é um espaço para agregar escritoras e promover a escrita e a leitura de mulheres. Atualmente reúne 600 mulheres de todo o Brasil e de várias faixas etárias e momentos da carreira: de escritoras iniciantes que nunca publicaram a outras com vários livros publicados. O coletivo funciona virtualmente, por meio de encontros no Zoom, grupos de WhatsApp e de e-mail, e de forma cooperativa, com todas as atividades voluntárias e gratuitas. As atividades e alguns textos produzidos pelo Coletivo são divulgados no Instagram, no Medium e em revistas parceiras, como a Contos de Samsara.

“Somos um coletivo feminista”, ressalta Carla Guerson. “O termo coletivo carrega uma conotação política, de luta. Estamos aqui para lutar pelo reconhecimento das mulheres no mercado editorial, para mostrar nossas vozes, para batalhar pelas nossas vidas, pela nossa existência. Estamos aqui ‘apesar de’.”

Além de Carla Guerson, atuam como coordenadoras do Coletivo as escritoras: Michele Fernandes, Licia Mayra, Yara Fers, Elaine Araújo e Monique Bonomini. Atualmente, o Coletivo Escreviventes tem diversas frentes de atuação, como clube de leitura, desafios de escrita, saraus, parceria com revistas literárias, publicação de antologias (a primeira saiu em agosto de 2021 pela Amazon e a quarta, já está em organização) e toda e qualquer forma de impulsionar e divulgar obras escritas por mulheres. Também são realizadas oficinas e palestras gratuitas, ministradas por escritoras de dentro do Coletivo, com o objetivo de facilitar o compartilhamento de conhecimento entre as participantes.

O Coletivo Escreviventes recebe novas integrantes a cada trimestre. “Estamos em constante mudança e crescimento e queremos agregar cada vez mais mulheres que escrevem,” completa Carla. Saiba mais no site do Coletivo Escreviventes.

 

Mais informações:

https://medium.com/coletivo-escreviventes

https://www.instagram.com/coletivoescreviventes/ 



Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Copyright © 2024 Expedição CoMMúsica Política de privacidade | Audioman Pro by Catch Themes
Site Protection is enabled by using WP Site Protector from Exattosoft.com